seg. out 18th, 2021

Ainda em Cruzeiro do Sul pela programação dos 117 anos da cidade, o governador Gladson Cameli concedeu nesta terça-feira, 28,  entrevista à Rádio Juruá FM. Na ocasião, afirmou que a construtora do empresário  Jarbas Soster, a MSM, que atua entre Sena Madureira e Feijó na BR-364,  não tem condição real de concluir o serviço. Por isso, o governo colocou o Deracre à disposição do DNIT para evitar que a estrada feche no período das chuvas.

“A empresa ganhou com preços lá embaixo e agora não tem condição de concluir o trabalho. É o famoso mergulhar no preço. O cara que tá com a tabela do DNIT do jeito que está, desatualizada, já tá com dificuldade, ainda se acha no direito de mergulhar no preço, aí fica dando esse problema aí. Agora será multada, será substituída e vai ficar 2 anos sem poder contratar com o governo federal. Eu  já coloquei o Deracre à disposição para o trabalho. O que não pode acontecer é  fechar a BR”, citou Cameli.

O governador também falou do trabalho na Rodovia AC-405. Segundo ele, tem dinheiro em conta para pagar a obra, mas quer celeridade antes da chegada das chuvas. “Eu só espero que no inverno não deixe  lamaçal na estrada. O inverno promete ser muito rigoroso”, destacou, avisando que o dinheiro da obra está em conta.

O gestor revelou ainda não estar  satisfeito com o trabalho realizado pelo Deracre na pista do aeródromo de Marechal Thaumaturgo.

fonte: ac24horas