sex. maio 20th, 2022

A vereadora Michelle Melo (PDT), se emocionou em seu pronunciamento na Câmara Municipal de Rio Branco na sessão desta terça-feira (3), ao falar sobre os dois feminicídios ocorridos em Rio Branco na segunda-feira (2), quando duas mulheres foram assassinadas em menos de 24 horas. “Hoje temos uma história muito difícil de contar, mas que nos motiva a continuar a trabalhar e alçar nossas vozes”.

Michelle pediu um minuto de silêncio na Casa e ao retomar o discurso lembrou: “Neste um minuto de silêncio, 8 mulheres foram agredidas. Esse estudo do Fórum Brasileiro mostra que a cada 1 minuto 8 mulheres são agredidas no Brasil” disse.

A vereadora lembrou ainda que o Acre é o estado que mais mata mulheres. “Aparenta que essas notícias se normalizaram, mas essa aparente só é possível no nosso estado, com maior número de mortes por violência doméstica do nosso país. No nosso estado, nosso solo, temos duas novas mortes de mulheres ocorreram. E falar de feminicídio dói e dói muito. Esse não é só um problema de segurança, é um problema cultura, educacional onde mais pessoas precisam levantar suas vozes para realmente falar sobre esse problema que é ser mulher no Acre, onde a violência doméstica predomina, ser mulher é perigoso e temos estatisticamente números violentos e difíceis de lidar. Vir aqui falar de duas jovens que perderam suas vidas para a violência doméstica é algo que me dói”, disse Michelle entre lágrimas.

A vereadora finalizou seu discurso pedindo que a Câmara passe a discutir a violência contra as mulheres periodicamente. “Gostaria que isso não fosse mais pauta de meses de conscientização”.

Por Contilnet