sáb. jul 2nd, 2022

O vereador Rutênio Sá (Progressistas) cobrou durante sessão online desta terça-feira, 13, na Câmara de Vereadores de Rio Branco (CMBR), que o secretário municipal de saúde, Frank Lima, mostre as medidas que tomou em relação às possíveis irregularidades no Fundo Municipal de Saúde (FMS).

Em sua fala, o parlamentar afirmou que a revelação do secretário que havia coisa errada no setor de licitação e no Fundo Municipal de Saúde causa ‘estranheza’ pela forma que foi noticiado somente, após o gestor ser acusado de assédio sexual por sete servidoras.

Rutênio destacou que se o secretário Frank Lima não expor toda a situação poderá responder pelo crime de prevaricação, que só pode ser cometido por alguém que tenha um determinado ofício, contra a administração pública. O crime de prevaricação ocorre quando um funcionário público, propositalmente, atrasa, deixa de fazer ou faz algo indevidamente em benefício próprio.

“Qual era a irregularidade e quem estava sendo beneficiado com alguma irregularidade no Fundo Municipal de Saúde? Quem é gestor sabe que esses setores são o coração das pastas. Precisamos saber quais as medidas que foram tomadas. Quem foram afastados devido a essas possíveis irregularidades? Porque o secretário só expos isso, após vir a torna as denúncias de um suposto assédio sexual? Me causou estranheza essas revelações de irregularidades somente após a denúncia de assédio moral”, argumentou o parlamentar.

fonte: ac24horas