sex. ago 19th, 2022

O governador Gladson Cameli, que se encontrava em Cruzeiro do Sul na manhã desta quinta-feira, 16, e recebeu agentes da Polícia Federal em sua casa, colaborou com os investigadores e logo em seguida se encaminhou para o Aeroporto da cidade para cumprir agenda governamental na cidade de Tarauacá. Aparentando tranquilidade, Cameli afirmou a assessores que os trabalhos no governo não param.

Em nota publicada nas redes sociais, o chefe do executivo afirmou “que entende que é função de todo homem público posicionar-se com lisura e transparência, se colocando à disposição dos investigadores, da imprensa e da população para esclarecer quaisquer dúvidas sobre o andamento das operações”, disse o governador, frisando que colabora e estimula as investigações com ações práticas como a criação da Delegacia de Combate a Crimes de Corrupção inaugurada neste governo.

Cameli afirmou que confia que ao final do trabalho da Polícia Federal, todos os fatos e responsabilidades serão apuradas e permitirão que o estado continue se desenvolvendo com transparência, correção e eficiência.

AGENDA – Na terra do Abacaxi, o chefe do Palácio Rio Branco deve participar da solenidade de troca de Comando da Polícia Militar e assinar Contrato de Concessão de Uso que celebram o Estado do Acre, através da Secretaria de Estado de Indústria, Ciência e Tecnologia – Seict e a Empresa Kaya Indústria Imp. e Exp. Ltda.

Ele também assinar a ordem de serviço para obra de recuperação da torre de transmissão da Rádio Difusora Tarauacá/Acre.

NOTA DO GOVERNO – O governo do Estado do Acre emitiu uma nota de esclarecimento na manhã desta quinta-feira, 16, para tratar da Operação Ptolomeu, deflagrada pela Polícia Federal no combate à corrupção. O estado se diz colocar à disposição para colaborar com as investigações em relação ao caso.

“Na realidade, incentiva essa e todas as ações de combate à corrupção. Prova disso é que foi criada pelo governo do Estado a Delegacia de Combate a Crimes de Corrupção. É a nossa obrigação colaborar com a missão dos agentes públicos em todas as investigações da Polícia Federal, que visam salvaguardar o bom uso de recursos públicos”, informou o governo.

fonte: ac24horas