• qua. jul 24th, 2024

Comércio de Rio Branco tem pouca movimentação na véspera do Dia das Mães

ByEdnardo

maio 8, 2021

Comerciantes aguardavam aumento nas vendas neste sábado (8), mas durante o período da manhã a movimentação foi pequena nas lojas. Comércio pode abrir com 20% da capacidade.


Busca por presentes para o Dia das Mães é pouca neste sábado (8) em Rio Branco — Foto: Kelton Pinho/Rede Amazônica Acre

Busca por presentes para o Dia das Mães é pouca neste sábado (8) em Rio Branco — Foto: Kelton Pinho/Rede Amazônica Acrehttps://5e5048972ba1c50449273e857703fb12.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Na véspera dos Dia das Mães, celebrado no domingo (9), o comércio de Rio Branco tem pouca movimentação de clientes. As lojas podem abrir com 20% da capacidade em cumprimento ao decreto governamental que autorizou a reabertura da atividade no último dia 24 de abril.

O decreto que suspendeu o funcionamento das atividades não essenciais começou a valer no dia 13 de março. Até então, apenas serviços essenciais podiam funcionar nesses dias. O governo tinha adotado o fechamento emergencial do comércio e outros serviços nos fins de semanas e feriados, desde o dia 13 de março, para tentar reduzir os casos de Covid-19 e a alta demanda nos hospitais.

Neste sábado (8), uma equipe da Rede Amazônica Acre percorreu o Centro e alguns pontos comerciais da capital acreana e encontrou poucos clientes nas lojas. O vendedor de sapatos Felipe Silva também percebeu essa baixa movimentação. Ele disse que a expectativa dos lojistas era de muitas vendas para este sábado.

“Por enquanto está calmo, tínhamos uma expectativa que essa hora fosse bem maior o movimento, mas estamos na esperança e acreditando que depois do meio-dia o pessoal venha mais procurar o presente da mamãe”, revelou.

Lu Lima, também vendedora de sapatos e acessórios, está esperançosa de que as vendas aumentem no período da tarde. “A procura está sendo um pouco baixa, realmente. O movimento, comparado aos anos anteriores, diminuiu um pouco, mas ainda dá tempo vir comprar o presente da mãe. Estamos esperando os clientes agora para à tarde porque até agora o movimento não chegou para a gente”, relatou.

O produtor rural Anselmo Pedrosa foi um dos clientes que não quiseram deixar a data passar em branco e correu para garantir o presente da mamãe. “Estou procurando um desconto também porque a questão do dinheiro não está fácil. Tem que pesquisar, estou optando por um vestido para ela”, confessou.

Colaborou o repórter Kelton Pinho, da Rede Amazônica Acre.

fonte: g1 acre

By Ednardo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *