seg. maio 23rd, 2022


Dentista é flagrado em vídeo dando socos e chutes na ex-mulher em posto de gasolina no AC  — Foto: Reprodução

Dentista é flagrado em vídeo dando socos e chutes na ex-mulher em posto de gasolina no AC — Foto: Reprodução

Imagens de câmera de segurança mostram o momento em que uma mulher é agredida a murros pelo marido dentro da conveniência de um posto de gasolina, em Rio Branco. A vítima é a assistente social Mikaelle Cunha, de 42 anos, que leva vários socos e chutes do marido, o dentista Jucélio Júnior Trindade, de 27. (Veja o vídeo abaixo)

Conforme o relato da assistente social ao g1, as agressões ocorreram por ciúmes porque Trindade não aceita o pedido de separação. Ela conta que o marido pegou o celular dela e a acusou de traição. O caso ocorreu no último domingo (16), mas as imagens começaram a circular nas redes sociais já no final da semana.

No vídeo, é possível ver o momento em que o homem sem blusa entra na conveniência e logo depois a mulher vai atrás, os dois gesticulam com as mãos, ela faz um movimento na tentativa de pegar o celular e ele vira de costas.

Os dois continuam a discutir e ele empurra a vítima e é possível ver ele fazer diversos movimentos de socos e chutes contra a vítima. Um grupo de cinco homens aparece nas imagens, mas ninguém separa a briga ou ajuda a mulher.

Os dois casaram em novembro do ano passado após um namoro rápido. A vítima contou que em outro momento acordou com ele mexendo no celular dela e apagando os contatos da agenda, além de questionar quem eram os contatos.

Mikaelle pediu a separação por causa do comportamento agressivo do marido que estava acusando-a de traição.

“Ele diz que apanhei porque estava traindo ele. A gente já estava separado. Casamos dia 21 de novembro e no casamento já percebi que ele tinha alguns distúrbios, uma insistência para casar e eu não entendia. Falou que o sonho da vida dele era uma pessoa como eu. Depois de casada, ele me falou que tinha um relacionamento de oito meses com uma moça e terminou com ela para ficar comigo e só contou depois de casados”, relatou.

 

Dentista é flagrado em vídeo dando socos e chutes na ex-mulher em posto de gasolina no AC

Dentista é flagrado em vídeo dando socos e chutes na ex-mulher em posto de gasolina no AC

‘Vou pagar pelo o que fiz’

 

Trindade negou qualquer comportamento agressivo antes dos fatos e contou que nunca tinha feito nada semelhante e que nada justifica as agressões, descrevendo o que aconteceu porque se descontrolou.

“Nada justifica e quero pagar pelo que fiz, mas tem muita informação que não aconteceu. Me descontrolei, vendo o vídeo, não me reconheço, só que tentando me defender, fui além. Vou pagar pelo que fiz”, disse.

 

Com o passar do tempo após o casamento, a vítima disse que foi percebendo inconstâncias no marido, como o fato de dormir apenas com uso de medicação, ter ansiedade. E então falou que não aceitaria viver com ele daquela forma porque não conseguia dormir.

“Uma certa madrugada, acordei e ele estava sentado na poltrona mexendo no meu telefone e estava simplesmente deletando todos os meus contatos e perguntando quem era fulano, quem era tal homem, tal mulher. E falei que eram meus pacientes e não tinha nada a esconder, e se tivesse meu telefone teria senha. Disse que não queria mais. Procurei um psiquiatra, contei a situação e ele disse para sair do relacionamento antes de que morresse. E fui até a casa da mãe dele para conversar e falar sobre o divórcio. Ele chorou, tentou me segurar pelos meus braços e não me deixava sair”, relembrou.

Depois do episódio, Mikaelle disse que ele foi até a casa dela para conversarem mais uma vez e sem chegar a um consenso, ele foi embora, mas ela deu carona a Trindade, foi quando parou no posto para abastecer. Nesse momento, relatou que ele pegou o celular e desceu do carro.

“Ele veio pegar uns documentos e pediu pra conversar e começamos a conversar normalmente e ele pediu meu telefone e perguntei porque queria meu telefone. Falou: ‘aposto que nesse período você teve vários contatos com vários homens’. Começou a gritar e me xingar, dizer que estava traindo. Pedi pra ele sair da minha casa. Ele saiu e ia a pé, então mandei entrar no carro que ia deixar na casa da mãe dele e parei no posto para abastecer. Ele pegou o telefone e desci atrás, e pedia o telefone e ele começou a me xingar, depois me enforcou, bateu minha cabeça diversas vezes e eu chorando pedia que não fizesse aquilo porque tenho uma filha para criar, chorando e gritando. Tinha umas 15 pessoas e ninguém ajudou”, relembrou.

Assistente social Mikaelle Cunha levou vários socos e chutes do marido — Foto: Arquivo pessoal

Assistente social Mikaelle Cunha levou vários socos e chutes do marido — Foto: Arquivo pessoal

Ouvido estourado

 

Com vários ferimentos, a assistente social disse que se sente sozinha e tem medo do que pode acontecer.

“Um dos socos estourou meu ouvido. Ele deu vários chutes e pedia por socorro que ele ia me matar, e na porta ele disse pras pessoas: ‘pode vir, mas vem um de cada vez porque estou armado e todo mundo saiu de perto e me deixaram lá’. Teve um momento que ele saiu de perto e consegui escapar, entrei no carro e fui pra uma rua deserta e liguei para a polícia”, contou.

Depois da situação, ela fez um boletim de ocorrência e conseguiu uma medida protetiva.

“O que posso dizer como mulher é que meu psicológico está destruído. Estou à base de medicação. Temo pela minha vida porque ele falou que se não ficasse com ele não ficaria com ninguém mais. Mesmo com a medida protetiva, ele continua me ligando. Me sinto sozinha. No meu rosto estão os hematomas, costas arranhadas, ouvido esquerdo foi estourado, minhas costelas estão rochas, são diversos ferimentos”, concluiu.

A assessoria de comunicação da Polícia Civil confirmou que foi registrado o boletim de ocorrência e que foi dada a medida protetiva, porém, não repassou detalhes da investigação.

Junior Trindade diz que se arrepende do erro — Foto: Arquivo pessoal

Junior Trindade diz que se arrepende do erro — Foto: Arquivo pessoal

O que diz o jovem

Em conversa com o g1, Trindade disse que de seus relacionamentos passados nunca agrediu ninguém.

“Nunca agredi ninguém, nenhuma das pessoas com quem me relacionei, eu e ela não estávamos separados. Vim para a casa da minha mãe porque nós dois estávamos desempregados e aqui a gente conseguia economizar mais. E naquele dia, ela me mandou uma mensagem perguntando se podia vir aqui e falei que podia, depois falou que não tinha gasolina e peguei um uber e fui pra lá. Ela me chamou para dizer que tinha dado entrada na transportadora para irmos embora para São Paulo fazer um treinamento para a empresa da irmã dela”, conta.

Diferente da versão da mulher, ele diz que ela questionou o fato de ele ter mudado a senha do telefone.

“Nisso ela questionou porque troquei a senha do meu celular e falei a ela que fiz de tudo para dar segurança, mas ela não estava dando em troca e questionei o fato de ela ter conversado com um rapaz. E pedi para que me mostrasse a conversa e ela mostrou e dizia a ele que queria estar com ele em SP”, acrescentou.

Depois disso, ele contou que eles começaram a discutir porque ela falou para o outro rapaz que Trindade estava sujando a imagem dela.

“Tentei sair de casa, mas ela trancou a porta. Depois consegui sair e corri no sol quente e ela entrou no carro, veio atrás de mim, disse que errou e que me levaria em casa, mas não me levou, me agrediu. A única coisa que falei foi que não estava agindo como mulher casada e sim como adúltera, porque traição não é só o ato sexual. E me agrediu, estava há uma hora sendo agredido. Como homem, nada justifica, ela poderia ter me amarrado. Então, no momento, ela ligou para o rapaz e no vídeo se nota que estou no telefone, mas foi ela quem me deu, então desci pra justamente não ter nada e comecei a conversar com o rapaz e falei que não tinha nada contra ele. E foi na hora que ela foi pra cima e não dá de ver, mas me deu um tapa, e me descontrolei, vendo vídeo, não me reconheço, só que tentando me defender, fui além. Vou pagar pelo que fiz”, acrescentou.

O jovem disse que ainda aguarda para ser ouvido pela polícia, mas que já entrou em contato para se apresentar e assim que receber a intimação, vai comparecer à delegacia para prestar esclarecimentos.

“Gostaria de ter a oportunidade de pedir perdão, porque jamais faria qualquer coisa contra a vida dela. Ela não precisa se preocupar. Eu jamais vou fugir de pagar pelo que fiz. Não consigo mais ver o vídeo. Vou assumir meu erro, dizer que tentei me defender e nessa tentativa cometi o maior erro da minha vida. Ela não precisa se preocupar com a vida dela”, concluiu.

fonte: g1acre