sáb. ago 6th, 2022

Sem o desvio, os moradores da comunidade precisam se deslocar pela BR, um caminho muito mais longo. Deracre informou que tem equipes no local melhorando a trafegabilidade na estrada.


Desvio rompe novamente e prejudica saída de moradores de comunidade do Acre

O desvio utilizado pelas famílias da Comunidade Polo Xapuri I, no Ramal da Variante, zona rural de Xapuri, interior do Acre, para escoar a produção foi levado novamente pelas fortes chuvas que caem na cidade. Sem o desvio, os moradores não podem passar com os caminhões e levar as produções para vender na feira da cidade.

O acesso à comunidade é feito apenas por ponte que suporta a passagem apenas de carros pequenos e motocicletas. O morador André Luiz Oliveira conta que sem o desvio os moradores da comunidade precisam se deslocar pela BR, um caminho muito mais longo .

“Agora para gente vir é só pela BR, são 24 km, sendo que pela Variante são 5 km. Fica mais longe para gente escoar a mercadoria”, conta.

Segundo o morador, a equipe do Departamento de Estradas de Rodagem, Infraestrutura Hidroviária e Aeroportuária do Acre (Deracre) ainda não apareceu no local. “Hoje que a chuva deu uma parada, talvez a equipe venha amanhã. Estamos passando por cima da ponte velha, mas passa só moto”.

Desvio — Foto: André Luiz Oliveira/Arquivo pessoal

Desvio — Foto: André Luiz Oliveira/Arquivo pessoal

Ao g1, o diretor-presidente do Deracre, Petrônio Antunes, afirma que o problema ocorre pela época de chuvas, e obras no local estão em andamento.

“É um problema local, sempre teve. A gente está fazendo uma obra de pavimentação, inclusive, vai ser resolvido esse problema dentro dessa obra. Essa população sempre passou pelo problema, porque tem vários igarapés muito grandes e precisa de uma ponte de concreto ou até mesmo uma galeria grande, que até mesmo está previsto no projeto”, explica.

O Deracre informou que tem ciência da situação e já mandou equipes para avaliação do local. O término das obras está previsto para outubro do ano que vem.

Estagiária sob a supervisão da jornalista Janine Brasil.

fonte: g1 acre