seg. ago 8th, 2022

Mesmo sem ajuda da prefeitura de Rio Branco, já que por determinação do prefeito Tião Bocalom, o projeto Papai Noel Gay ficou fora da seleção da lei de incentivo municipal, o músico Heloy de Castro confirmou a realização do evento para o próximo sábado, 18.

Heloy e sua família realizam o projeto há cerca de 12 anos e agora em 2021 se viram no meio de uma polêmica em razão da aprovação do projeto na primeira fase da seleção. O curioso é que o projeto já foi aprovado em anos anteriores sem que houvesse polêmica. Heloy conta que é um evento para pessoas adultas. “A gente sempre fez esse evento e já teve projeto aprovado. Com prefeito ou sem prefeito a gente sempre faz a nossa festa”, diz Heloy.

O músico, que é considerado um dos principais artistas em atividade no Acre, afirma que falta “É um besteirol, eu fico admirado com tanta bobagem. É um evento para destinado ao público adulto, realizado à noite. Eu acho que falta paz no coração das pessoas para aceitar a diferença das outras pessoas. Eu nunca pensei que o Papai Noel Gay fosse virar essa polêmica toda”, afirma Heloy.

O evento acontece no próximo sábado, 18, no Studio Beer, com apresentação de DJs e, é claro, do Papai Noel Gay.

“É um evento que todos os anos junta banda, músicas, tem o lado social, já que quem leva um quilo de alimento só paga meia entrada. Em todos esses anos já ajudamos cerca de 600 famílias. É um projeto inofensivo sendo atacada gratuitamente, já que é um evento que começa às 23 horas e não tem por que tá envolvendo criança. Não cabe nem essa história de ofensa à religião, até porque Papai Noel não existe, não é uma figura bíblica. Infelizmente, distorceram os fatos de um projeto que é muito legal e combate a homofobia”, afirma Bala Padula, também músico, filho de Heloy de Castro e organizador do evento.

fonte: ac24horas