• sáb. jul 20th, 2024

Em Rio Branco, moradores do Ramal da Zezé reclamam da falta de infraestrutura na região

ByEdnardo

maio 5, 2021

Moradores sofrem com lama no inverno e poeira no verão. Falta de iluminação e infraestrutura no bairro Belo Jardim II também são problemas constantes. Em algumas ruas, população diz que até cobras são encontradas.


Moradores do Ramal do Zezé reclamam de falta de estrutura no local

Moradores do Ramal do Zezé reclamam de falta de estrutura no localhttps://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Rua esburacadas, lama, falta de iluminação e manutenção, lixo e entulho. É assim a atual situação do Ramal da Zezé, no bairro Belo Jardim II, em Rio Branco. Uma equipe da Rede Amazônica Acre foi até a região e mostrou a situação enfrentada pelos moradores.

A dona de casa Cleidiane Almeida mora no bairro há quatro anos e conta que aguarda por obras de melhorias desde então. Ele diz que os moradores querem que as ruas sejam asfaltadas.

“Quando chove fica quase impossível andar. Já vi muita gente cair de moto, porque fica liso demais e tem buraco também. Quando chove nem saio de casa porque estou grávida e fico com medo de cair”, lamentou.

A reportagem tentou contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Rio Branco, mas não obteve resposta.

Ruas têm cobras

O catador de sucatas Pedro de Lima revelou que aparecem muitas cobras que ficam escondidas dentro do matagal. “É lama demais no inverno e no verão é poeira. Aparecem muitas cobras que podem picar as crianças e as pessoas. Deus já nos livrou várias vezes de mordida de cobra. O problema é sério”, afirmou.

Moradores do Ramal da Zezé sofrem com lama no inverno e poeira no verão  — Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre

Moradores do Ramal da Zezé sofrem com lama no inverno e poeira no verão — Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre

Para Eliude Lima Cerqueira outro problema é a falta de transporte público. Na volta do trabalho para casa, a moradora desce do ônibus na rodovia e vai a pé para casa no escuro.

“Tenho até medo porque tem lama e buraco. Caio até dentro dos buracos quando venho sozinha na rua”, falou.

fonte: g1acre

By Ednardo