qua. maio 25th, 2022


Vereadores aprovaram aumento nesta quinta-feira (10) durante sessão solene — Foto: Arquivo/Câmara de Vereadores de Rio Branco

Vereadores aprovaram aumento nesta quinta-feira (10) durante sessão solene — Foto: Arquivo/Câmara de Vereadores de Rio Branco

Por 12 votos a favor e apenas um contra, os vereadores de Rio Branco aprovaram, nesta quinta-feira (10), projeto de lei complementar que concede aumento de quase 30% ao gabinete dos vereadores. O PL é de autoria da mesa de diretora e agora segue para sanção ou veto do prefeito Tião Bocalom.

Com a aprovação, a renda destinada para que os vereadores gastem com assessores aumentou de R$ 30 mil para R$ 38 mil.

O PL altera a lei nº 2.011, de 8 de outubro de 2013. O vereador Emerson Jarude (MDB) foi o único contra a aprovação. Ao g1, ele explicou que soube que o PL iria entrar em pauta cerca de 20 minutos antes da votação, o que foi uma surpresa.

Ele destacou que serão gastos quase R$ 2 milhões apenas com assessores para os vereadores e que esse dinheiro poderia ser investigado em melhorias na cidade.

“Acredito que o investimento que o poder público deve fazer é nas pessoas, melhorando as suas condições de vida. Rio Branco hoje passa por uma série de dificuldades no abastecimento de água, com ruas esburacadas, com falta de iluminação pública e a gente percebe que a preocupação dos políticos é totalmente diferente das necessidades da população”, criticou.

Aumento para servidores

 

Também nesta quinta (10), os vereadores aprovaram um PL que concede aumento salarial de 15% para servidores ativos e inativos da Câmara Municipal.

O presidente da Câmara, vereador N.Lima (Progressistas) destacou a importância da valorização dos servidores no cenário atual. Além do aumento, o projeto também cria dois cargos em comissão de Assessoria de Segurança institucional. Esses cargos devem ser ocupados por policiais militares da ativa ou reserva.

“Realizamos um esforço para, dentro das nossas possibilidades, superar as perdas salariais com o intuito de preservar o poder aquisitivo de todos os servidores deste poder. Esse reajuste, além de minimizar os efeitos da crise econômica que assola o pais, agravada ainda pela pandemia, traduz um incentivo aos servidores legislativos que com o desempenho de suas funções e possibilita a esta casa cumprir seu dever institucional para o cidadão do Município”, disse N.Lima.

fonte: g1acre