qui. ago 4th, 2022

Se sentir cansado, desmotivado, sem vontade de trabalhar são situações que quase todas as pessoas passam, mas esses sentimentos devem ser observados com cuidado e em alguns casos, merecem atenção e tratamento, pois podem ser sintomas da Síndrome de Burnout.

A Ordem dos Advogados (OAB/AC) discute o assunto neste sábado (28), com o evento Síndrome de Burnout e o Direito à Desconexão. “Serão realizadas duas mesas de discussão acerca dessa temática que afeta tantos trabalhadores nos dias atuais”, disse a presidente da Comissão de Ensino Jurídico da OAB/AC, Selene Fartolino.

Será no auditório da OAB/AC, a partir das 8h30 da manhã. Para participar basta se inscrever e no dia do evento levar 1 kg de alimento não perecível.

O esgotamento profissional ou a chamada síndrome de Burnout atinge diversas pessoas no mundo. Uma servidora pública, que preferiu não ser identificada, foi diagnosticada com a Síndrome de Burnout e revelou que o assunto está cercado de preconceito.

“No meu caso foi um pouco mais difícil ver o agravamento porque não tinha sintomas de choro ou tristeza. Apenas cansaço e desinteresse por tudo. Acho o direito a desconexão importante, porque muitos chefes não consideram a síndrome mental como doença e não respeitam os limites de trabalho, direito a férias, e de se afastar do ambiente que está causando o problema”, comentou a servidora diagnosticada com Síndrome de Burnout.

A psicanalista e psicóloga clínica Talita Montysuma, uma das palestrantes do evento, disse que essa síndrome mental é muito nova, pouco estudada e que precisa ser discutida. “Achei a iniciativa maravilhosa! Poder discutir e pensar sobre esse tipo de adoecimento é pioneiro”, comentou.

Por Contilnet