• sex. abr 19th, 2024

Investigação conclui que EUA não escondem existência de alienígenas

ByEdnardo

mar 8, 2024

Pentágono destaca que não há evidências de tecnologia alienígena em qualquer investigação governamental dos EUA

O Pentágono, sede do Departamento de Defesa dos Estados Unidos (EUA), divulgou, nesta sexta-feira (8/3), um relatório em que aponta que o governo norte-americano não esconde a existência de inteligência alienígena.

O Escritório de Resolução de Anomalias em Todos os Domínios do Pentágono (AARO, na sigla em inglês) foi criado em 2022 para investigar relatos de objetos desconhecidos. O documento aponta que ainda não há evidências de vida extraterrestre ou que autoridades tenham recuperado naves alienígenas acidentadas.

A investigação do Pentágono analisou todas as ações oficiais do governo dos Estados Unidos de 1945 até 2024, e examinou arquivos governamentais classificados e não confidenciais.

Não encontrando “nenhuma evidência de que qualquer investigação [do governo dos EUA], pesquisa patrocinada por acadêmicos ou painel de revisão oficial tenha confirmado que qualquer avistamento de um OVNI representasse tecnologia extraterrestre”, diz trecho do documento.

O relatório destacou que alegações sobre possível comunicação extraterrestre ou contato com tecnologia alienígena são imprecisas. O documento tem mais de 60 páginas e poderá ser analisado por acadêmicos e interessados. Veja aqui o documento original (em inglês).

Os investigadores dizem que tiveram “acesso total a todos os programas sensíveis [do governo dos EUA] pertinentes”. O cômite do Pentágono analisou uma gama de documentos de departamentos e agências governamentais, como o Departamento de Defesa e os serviços militares.

“Um tema consistente na cultura popular envolve uma narrativa particularmente persistente de que o [governo dos EUA] – ou uma organização secreta dentro dele – recuperou várias naves espaciais fora do mundo e restos biológicos extraterrestres, que opera um programa ou programas para fazer engenharia reversa do recuperou a tecnologia e que conspirou desde a década de 1940 para manter esse esforço oculto o Congresso dos Estados Unidos e o público americano”, pontuou o relatório.

O documento destaca ainda que alguns funcionários do governo acreditam na teoria de contato extraterrestre. Essas pessoas “alegaram ter informações sobre o suposto envolvimento [do governo dos EUA] na exploração de tecnologia fora do mundo”. No entanto, os supostos relatos não puderam ser confirmados com provas.

“Muitos interpretaram sinceramente eventos reais ou confundiram programas sensíveis dos EUA para os quais não foram autorizados como tendo relação com UAP ou exploração extraterrestre”, frisou Tim Phillips, diretor interino da AARO.

FONTE:CONTILNET

By Ednardo