seg. maio 23rd, 2022

Enade monta o perfil do estudante e é levado em conta na avaliação da instituição de ensino superior.


No Acre, 860 alunos da universidade federal fazem o Enade neste domingo (14) — Foto: Arquivo/Ufac

No Acre, 860 alunos da universidade federal fazem o Enade neste domingo (14) — Foto: Arquivo/Ufac

No Acre, 860 acadêmicos da Universidade Federal do acre (Ufac) fazem o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) 2021 neste domingo (14). Ao todo, 20 cursos da instituição serão avaliados. A prova corresponde à edição de 2020, adiada por causa da pandemia de Covid-19.

O preenchimento do questionário do estudante é obrigatório e o aluno tem até o dia 13 para fazê-lo. O Enade é realizado para montar o perfil do estudante e é levado em conta na avaliação da instituição de ensino superior.

As instituições de ensino superior são avaliadas há cada três anos, por meio do Enade, que é obrigatório pra todos os estudantes inscritos. Caso o inscrito não compareça para a realização das provas, fica impedido de participar da colação de grau. Apenas alunos que estão no último ano da graduação fazem as provas.

A diretora de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino da Ufac, Grace Gotelip Cabral, falou, à equipe da Rede Amazônica, que esse é primeiro Enade depois da fase mais difícil da pandemia.

“Todos os nosso cursos serão avaliados. O exame ocorre, em Rio Branco, na Unimeta Estácio de Sá. Os portões abriram às 10h, fecham às 11h e a prova começa às 11h30. Os alunos terão quatro horas para realizar a prova, então, até às 15h30 podem fazer as provas”, explicou.

As provas têm 40 questões de formação geral e específica de cada curso de graduação. O exame avaliará cerca de 490 mil estudantes no país e a Ufac reforçou a preparação dos alunos com a revisão de conteúdos.

“Os alunos que vão fazer o Enade experimentaram o ensino remoto pela primeira vez, então, tínhamos que dar condições aos alunos para rever conteúdos e aprimorar. Tinha um problema social envolvido nisso, muitos alunos tinham dificuldade de acesso, problema de saúde mental, física, muitos alunos perderam parentes para a pandemia, tivemos que ter todo esse cuidado. A universidade estendeu a mão a esses estudantes da forma que foi possível”, acrescentou.

As notas do Enade vão de 1 a 5, sendo que quando o curso recebe a nota máxima é considerado excelente, mas quando ganha 1 ou 2 é apontado como insuficiente. Hoje, a nota mínima dos cursos da Ufac é 3, que é satisfatório. É a partir dos indicadores do Enade que as instituições conseguem pensar políticas pra melhorar o ensino de graduação.

Colaborou Eldérico da Silva, da Rede Amazônica Acre.

fonte:g1acre