qua. jun 29th, 2022

Celebração em homenagem a São Sebastião, padroeiro do município de Xapuri, começou nessa terça-feira (11) e segue até o dia 20. Organização mantém presença do público, mas diz que vai mudar para apresentações on-line em caso de necessidade.


Ano passado foi feita uma carreata em homenagem ao padroeiro da cidade  — Foto: Maria Eduarda/Arquivo pessoal

Ano passado foi feita uma carreata em homenagem ao padroeiro da cidade — Foto: Maria Eduarda/Arquivo pessoal

A cidade de Xapuri, interior do Acre, começou nessa terça-feira (11) a programação em homenagem a São Sebastião, padroeiro da cidade, que celebra 120 anos no próximo dia 20 deste mês. Mesmo com o decreto estadual de emergência devido ao surto de síndrome gripal e o aumento de casos de Covid-19, o organização deve seguir com as missas, quermesse e apresentações musicais com a presença de público.

As celebrações seguem até o próximo dia 20, e contarão com a realização de missas (às 7h, 9h, 14h e 16h), procissão às 17h, cantada às 18h e leilão de gado às 20h. As festas e celebrações se concentram na igreja e praça de São Sebastião.

São esperadas entre 15 a 20 mil pessoas nos dias de evento.

“Quanto aos cuidados com álcool em gel, máscaras, estamos nos precavendo e, claro, se for preciso a gente suspender [a presença de público] e ser uma festa on-line vamos cumprir. Queremos cumprir todos os decretos possíveis e estamos rezando que São Sebastião, que é o patrono e grande defensor das festas, nos proteja. Cremos que ele vai fazer o melhor por nós”, explicou o padre Antônio Menezes.

A abertura da festa teve carreata, missa e quermesse. A partir dessa terça até o dia 19, as celebrações se resumem a missa às 19h e quermesse na Praça São Sebastião, que passou por uma revitalização para receber o público.

“No dia 20 teremos um terço de São Sebastião às 6h, missas, procissão, cantada e o leilão de gado. O dia mais cheio será no dia 20”, frisou.

Decreto emergência

O governador do Acre, Gladson Cameli, declarou situação de emergência por conta da superlotação das unidades estaduais de saúde causada pelo surto de síndrome gripal e síndrome respiratória aguda grave. O decreto foi publicado em edição extra do Diário Oficial do Estado (DOE) dessa segunda (10).

Conforme o documento, dados das unidades estaduais de saúde apontam que cerca de 13 mil pessoas foram atendidas com suspeita de síndrome gripal, no período de 1º a 31 de dezembro de 2021.

Além disso, foi registrada superlotação por internações de casos de síndrome gripal nas unidades do interior e da capital, com aumento na taxa de internação de até 120%. O governo não informou quantas pessoas foram internadas com os sintomas fortes de gripe nas unidades.

Ainda de acordo com o decreto, o sistema SIVEP-GRIPE tem apresentado instabilidades desde os ataques cibernéticos praticados contra o Ministério da Saúde, o que tem impossibilitado a obtenção de dados atualizados de síndromes gripais e Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). A situação, segundo o governo, tem ocasionado possível subnotificação.

O decreto de emergência tem validade de 90 dias e pode ser prorrogado. Durante o período, fica autorizada a adoção de medidas administrativas urgentes necessárias para ampliação da cobertura assistencial na saúde pública do estado.

fonte: g1acre