• sex. fev 23rd, 2024

Os desafios da candidatura de Alysson Bestene à PMRB

ByEdnardo

ago 14, 2023

Em meio a incertezas, assim caminha a pré-candidatura a prefeito de Rio Branco do secretário Alysson Bestene (foto). Dotado de um perfil de bom gestor, qualificado, sem nódoas jurídicas, mas isso não é suficiente para tornar Alysson o candidato oficial do PP, embora o seu nome seja defendido pela presidente do diretório municipal do PP, deputada federal Socorro Neri.

O governador Gladson Cameli, figura de proa do partido, chegou a citá-lo como seu candidato. Mas no seu estilo pêndulo, dias depois, Gladson disparou em uma declaração à imprensa, lavando as mãos: “O Alysson e o prefeito Bocalom se resolvam”. Isso não foi bom para a luta do Alysson, que precisava de uma posição firme do Gladson de que não abriria mão de tê-lo como candidato à PMRB.

A presidente Socorro Neri não falou mais sobre o assunto. Além dessas questões, a mais problemática para resolver, é aparecer bem nas próximas pesquisas. Precisa estar com dois dígitos de aceitação para se mostrar viável. Tem outra pedra no seu caminho: o prefeito Tião Bocalom. Ele já disse que não abre mão em ser o candidato do PP, rejeita uma conciliação, e fala que só deixará o PP se for expulso. Com essa briga escancarada, o partido não tem como resolver o problema, porque o fórum legítimo para a escolha do candidato à PMRB pelo PP é o diretório municipal em convenção. E a votação só deve acontecer no meado do próximo ano. Sabe aquela casa que todo mundo mexe na panela, e o feijão acaba queimando? Assim é a situação no PP. E nesse mar de incertezas ninguém sabe ao certo quem será o candidato a prefeito pelo PP, na eleição do próximo ano.

No meio desse fogo cruzado se encontra o Alysson Bestene. E não existe uma luz no fim do túnel para uma solução este ano. E por isso, o secretário Alysson Bestene e nem o prefeito Tião Bocalom poderão se arvorar como o nome a ser escolhido pelo PP para disputar a PMRB no próximo ano. Como a presidente do PP, deputada federal Socorro Neri (PP) vai resolver esse angu de caroço, já que é a presidente do diretório municipal, nem ela talvez saiba a resposta.

VICE DO NADA
A médica Rejane Veloso se colocou de opção para ser a vice na chapa do PP para a PMRB. Mas como não se sabe como vai ficar essa confusão no PP, a Dra. Rejane fica sendo opção a vice do nada.

LEI DE MURICI
Colocar a máquina estatal a favor do seu candidato a prefeito da capital, não se espere isso do governador Gladson, porque os olhos jurídicos estão focados nas suas ações. Seu apoio será o chamado apoio moral; participando de uma visita a um bairro com o candidato, dando um discurso em um ato público, etc, etc, etc e não vai passar disso. Vai deixar todos na Lei de Murici – cada um cuida de si.

SELFIE COLADINHA
A vice-governadora Mailza Assis não perde a oportunidade de aparecer na mídia. No lançamento do novo PAC, divulgou uma selfie de rosto colado e toda risonha, ao lado da ministra Simone Tebet.

SEM BATOM
Até o momento não apareceu uma mulher se mostrando disposta a disputar a prefeitura de Rio Branco. Depois reclamam da falta de espaço na política. Como, se não se candidatam?

QUE PROCURE
O senador Sérgio Petecão (PSD) está numa posição confortável. O PSD não terá candidato próprio à PMRB, não está nos seus planos indicar nome para vice, tem um partido estruturado, e quem quiser o seu apoio que o procure. Não vai atrás de ninguém.

CHAPA DE VEREADOR
Para escapar de traições futuras – como aconteceu na última eleição – o PSD vai fazer uma peneira moral antes de dar legenda a alguém para ser candidato a vereador na chapa que disputará vagas na Câmara Municipal de Rio Branco.

NOME DE CONSENSO
O médico Rodrigo Damasceno caminha para ser o candidato que mais congrega consenso dentro da oposição, para ser o candidato a prefeito de Tarauacá.

TENDÊNCIA NATURAL
Ainda não se pronunciou sobre a posição do PSB na eleição do próximo ano, mas pela afinidade, a tendência natural do presidente do PSB, César Messias, é levar o partido para a aliança que apoiará a candidatura do Marcus Alexandre a prefeito da capital.

AGORA É OFICIAL
Depois da última reunião do MDB, ficou decidido que a ex-prefeita Leila Galvão, será a candidata a prefeita de Brasiléia pelo partido.

A CLOROQUINA DO LULA
O Bolsonaro passou o tempo indo contra a ciência e dizendo que a cloroquina curava a Covid. O Lula tem agora a sua cloroquina: a ozonoterapia, que não tem eficácia curativa comprovada pela ciência e teve seu uso liberado por ato assinado pelo Lula. Nenhum pode mais apontar o dedo para o outro.

CAMINHO LIVRE
Com um partido ao seu dispor, o deputado Emerson Jarude (NOVO), não poderá mais acusar ninguém de criar obstáculos a uma candidatura sua a prefeito de Rio Branco. Só terá que convencer o eleitor a votar nele.

TENDÊNCIA NATURAL
Por ser o deputado Tadeu Hassem quem dará a palavra final sobre as alianças do REPUBLICANOS na região do Alto Acre, é uma tendência natural que a candidata a prefeita de Brasiléia, Suly Guimarães, apoiada pela sua irmã e prefeita Fernanda Hassem, se filie ao seu partido.

CERTOS OS DOIS
Certos mesmo que serão candidatos a prefeito de Rio Branco são o Marcus Alexandre (MDB) e o Tião Bocalom (PP). O restante citado até aqui carece ainda de uma confirmação oficial.

APOIO INCONDICIONAL
O PT não deverá indicar o vice do Marcus Alexandre; pelo que os seus dirigentes dizem, o apoio se dará em qualquer cenário.

META IMEDIATA
A aliança formada pelos senadores Alan Rick (UB), Márcio Bittar (UB), e o deputado federal Roberto Duarte (REPUBLICANOS), trabalha para ter candidato a prefeito no maior número de municípios possíveis.

META FUTURA
A meta futura do grupo formado é eleger o maior número de prefeitos, para servir como base da candidatura do senador Alan Rick (UB) para governador em 2026.

DIAS DE TERROR
A cidade está vivendo dias de terror.

CALADO CONTINUA
O ex-senador Jorge Viana (PT) continua calado sobre o processo sucessório na capital e sobre a saída do ex-prefeito Marcus Alexandre do partido. Só fala para elogiar seu pujante cafezal.

FRASE MARCANTE
“Quem cabras não tem e cabritos vende, de algum lugar lhe vêm”. Ditado espanhol

fonte: AC24HORAS

By Ednardo