• sáb. fev 24th, 2024

Pedreiro que matou e concretou mulher em parede pega 27 anos de prisão

ByEdnardo

nov 23, 2023

Pedreiro confessou ter estrangulado Joice com uma camiseta depois de ter relações sexuais com a jovem

 

Imagem colorida mostra a estudante Joice Maria da Glória Rodrigues, uma mulher de pele parda, cabelo preto preso, sorrindo para a câmera usando uma blusa regata branca; ela foi assassinada por um pedreiro em 2021 - Metrópoles

Arquivo pessoal

O pedreiro Edmilson Veríssimo da Silva foi condenado nesta quarta-feira (22/11) a 27 anos e 10 meses de prisão pelo homicídio e ocultação de cadáver da estudante Joice Maria da Glória Rodrigues em 2021.

Edmilson foi submetido a Júri Popular pelo Tribunal do Júri da comarca da cidade de São Vicente, no litoral de São Paulo, onde foi condenado pelo juiz Alexandre Torres de Aguiar.

O pedreiro já havia confessado o crime. Em depoimento à Polícia Civil, o acusado afirmou que estrangulou Joice com uma camiseta depois de ter praticado relações sexuais com a jovem, na época do crime com 25 anos.

Depois, com a ajuda de um cúmplice, Edmilson concretou o corpo em uma parede dentro de uma obra em construção, em São Vicente. Jonathas Soares de Santana foi julgado em abril e condenado a 29 anos e 10 meses de prisão.

Segundo o juiz Alexandre Torres de Aguiar, o pedreiro teria tentado esconder o corpo com “extrema frieza em sepultar o corpo da vítima, cobrindo-o com revestimento de construção em uma parede da casa na qual estava trabalhando”.

Joice Maria da Glória Rodrigues desapareceu no dia 27 de setembro de 2021. O corpo dela foi encontrada oito dias depois concretada em uma parede dentro de uma obra em construção na Rua Senador Lúcio Bittencourt, no bairro Esplanada dos Barreiros, em São Vicente, no litoral de São Paulo.

FONTE: CONTILNET

By Ednardo