seg. maio 23rd, 2022

Com a proposta de criação de uma CPI para investigar o projeto de iluminação de Led na capital acreana, a ex-prefeita de Rio Branco, Socorro Neri, se posicionou nesta quinta-feira, 20. Por meio de uma nota, a atual secretária de Educação do governo Gladson Cameli lembrou que projeto para iluminar toda a cidade de Rio Branco com luz de LED se iniciou em agosto de 2020.

De acordo com a ex-prefeita, a operação de crédito, no valor de R$ 48 milhões, surgiu como uma necessidade de enfrentar um colapso na iluminação pública de Rio Branco, já que a arrecadação era suficiente apenas para pagar a conta do consumo de energia, impossibilitando fazer manutenção e novos investimentos;PUBLICIDADE 

Neri informa ainda que a empresa licitada pela Prefeitura de Rio Branco fechou um contrato no valor de R$ 33.524,876,26, para instalar 38.550 pontos de IP na cidade. Até dezembro de 2020, a empresa executou 67,2% do projeto (23.632 pontos de IP), sendo investidos R$ 22.532,399,72.

Socorro reforça os serviços executados trouxeram uma redução de 33% do consumo total de energia para Rio Branco, representando cerca de R$ 324 mil/mês.

“Em minha gestão, deixei em caixa R$ 10.992,476,5 para o restante da execução, que estão em uma conta específica na Caixa Econômica Federal. A Secretaria Municipal de Zeladoria da Cidade, executora do projeto, expediu um termo de suspensão dos serviços a valer a partir de 21 de dezembro de 2020, a fim de honrar com o compromisso de realizar todos os devidos pagamentos. Assim, minha gestão não deixaria dívidas para a gestão atual”, afirma.

A ex-gestora da capital afirma que requereu junto ao Tribunal de Contas do Estado a solicitação de instauração de auditoria para averiguação de procedimento na execução do contrato. “A partir de 1º de janeiro deste ano, o projeto deveria ter sido retomado, evitando prejuízos à população de Rio Branco, que até o momento está sem os serviços. Isso garantiria também a continuidade da redução de custos da energia, que pagam pela operação de crédito”, diz a atual secretária de educação do governo do Acre.

fonte: ac24horas