sex. ago 5th, 2022


Major Rocha recebe alta médica após mais de um mês internado — Foto: Reprodução/Rede Social

Major Rocha recebe alta médica após mais de um mês internado — Foto: Reprodução/Rede Social

Após mais de um mês internado, o vice-governador do Acre, major Wherles Rocha, deixou o Hospital Osvaldo Cruz e se recupera ao lado de familiares em São Paulo (SP). O político estava internado no estado paulista desde o dia 28 de dezembro do ano passado após passar por uma cirurgia de urgência de vesícula.

O procedimento foi realizado no dia 26 de dezembro, ele teve complicações e foi para UTI em Rio Branco, capital do Acre.

Rocha recebeu alta no último sábado (29). A assessoria do político confirmou também, nesta quarta-feira (2), que ele ficará em São Paulo mais algumas semanas para retorno médico e atendimentos com alguns especialistas.

Internação de urgência

 

Rocha deu entrada na UTI do Hospital Santa Juliana, em Rio Branco, no dia 27 de dezembro de 2021 para o de 2021 com complicações em uma cirurgia de urgência de vesícula no dia anterior, dia 26. Na época, a equipe do vice-governador informou que o quadro dele era estável e que ele foi para a unidade intensiva apenas para “acelerar o processo de recuperação”.

Já no dia 28, o vice-governador foi transferido de UTI aérea do Hospital Santa Juliana para o hospital de São Paulo.

Em SP, o político precisou passar por uma nova cirurgia, no dia 29 de dezembro, porque a equipe médica detectou hemorragia interna e um pedaço da vesícula no abdômen, que ocasionou a infecção.

Inflamação grave na vesícula

 

Na época da internação, o médico José Ricarte, que fez o primeiro procedimento no vice-governador em Rio Branco, informou que Rocha teve uma inflamação grave na vesícula, foi feita a retirada, mas foi necessário levá-lo para a UTI para mais cuidados.

“De comum acordo com o paciente e sua esposa optamos por uma abordagem de urgência no domingo à noite, 26/12/2021, quando os exames laboratoriais e de imagem indicaram piora do quadro. A cirurgia foi realizada no Hospital Santa Juliana por videolaparoscopia com retirada da vesícula e drenagem da cavidade abdominal. Na manhã do dia 27/12, o paciente apresentou uma hipotensão, sendo necessário hemotransfusão e transferência do mesmo para a Unidade de Terapia Intensiva”, diz a nota assinada pelo médico.

O médico também esclareceu que o problema não tinha relação com uma cirurgia bariátrica que Rocha fez no dia 25 de novembro do ano passado. “Foram realizadas endoscopia e tomografia que descartaram qualquer complicação do primeiro procedimento”, pontuou o médico.

fonte: g1acre