sáb. jul 2nd, 2022

Edital foi publicado na edição desta segunda-feira (10) do Diário Oficial do Estado. Do total de vagas 122 são para cargo de aluno soldado masculino e outras 31 para mesmo cargo do sexo feminino.


Acre abre concurso com 153 vagas para Corpo de Bombeiros Militar de nível superior — Foto: Asscom/Bombeiros-AC

Acre abre concurso com 153 vagas para Corpo de Bombeiros Militar de nível superior — Foto: Asscom/Bombeiros-AC

Como havia anunciado, o governo do Acre lançou um concurso público com 153 vagas de nível superior para o Corpo de Bombeiros Militar. As inscrições começam nesta terça-feira (11) e ficam abertas até o próximo dia 7 de fevereiro.

O edital foi publicado na edição desta segunda (10) do Diário Oficial do Estado (DOE). Do total de vagas, 122 são para o cargo de aluno soldado combatente masculino e outras 31 para o mesmo cargo do sexo feminino. A remuneração inicial é de 4.344, 22.

Conforme o edital, a prova objetiva está marcada para ocorrer no dia 6 de março. O certame, realizado pelo Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), tem prazo de validade é de dois anos e o cadastro de reserva ficará limitado ao percentual de 20% das vagas existentes.

As inscrições são feitas pelo site da organizadora e a taxa é de R$ 53. O concurso é dividido em três etapas: prova objetiva; prova de aptidão física e exame psicotécnico, médico e toxicológico; e investigação criminal e social.

Ainda segundo o edital, para participar, o candidato deve ter idade mínima de 18 anos e no máximo 30. Além de nível superior completo, estatura mínima de 1,60 metro para homens e 1,55 metro para mulheres. A pessoa também precisa estar em dia com as obrigações eleitorais e não possuir condenações em virtude de crimes contra a administração pública.

Em agosto do ano passado, o governador Gladson Cameli tinha prometido fazer concursos para a área de Segurança Pública do estado.

Deficit bombeiros

Em agosto do ano passado, o g1 chegou a fazer uma reportagem sobre o deficit de bombeiros no estado. O Acre tem 438 bombeiros na ativa, quando o ideal, segundo a lei de Organização Básica do Corpo de Bombeiros Militar, seria pelo menos 1.750 – o que resulta em um deficit de 1.312 profissionais.

Sem concurso público para a área há quase 10 anos, o presidente da Associação das Praças Bombeiros Militares do Acre (APRABMAC), Diego Costa, dizia que a consequência é a sobrecarga de trabalho.