• sáb. jul 20th, 2024

Calixto nega ofensas: “querem criar fato político em cima de quase 300 demissões”

ByEdnardo

jul 11, 2023

O ex-deputado e atual secretário adjunto de Governo, Luiz Calixto, se posicionou sobre o episódio ocorrido nesta terça-feira, 11, na Assembleia Legislativa, onde discutiu de forma áspera com um sócio educador do ISE e por pouco não troca socos com o deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB).

Calixto, que foi acusado pelo servidor do ISE, Estevão Nascimento, de afirmar em reunião na Casa Civil que a deputada Michelle Melo (PDT), líder do governo, seria uma vendedora de ilusão, negou a acusação.

“Quem criou essa declaração é um mentiroso, mau-caráter e canalha. Só quem é assim, é capaz de inventar mentiras. Participamos de várias reuniões com os agentes provisórios do ISE e em nenhum momento, em qualquer reunião, foi feita qualquer declaração pejorativa a algum deputado. Respeitamos o papel do parlamento e da deputada, a qual é nossa líder”, disse Calixto.

O secretário adjunto de Governo disse ainda que estão querendo criar um fato político. “Estão tentando se vitimizar em cima de uma mentira para criar um fato político para encobrir um fato grave, que comove a todos nós, que é a demissão de quase 300 agentes socioeducativos, uma decisão do STF que declarou inconstitucional a emenda aprovada na Aleac”, afirmou”.

Sobre sua permanência no governo, Calixto se mostrou tranquilo e declarou que não conversou com Gladson. “Não conversei com o governador e nem ele comigo. Meu cargo é dele e ficarei no governo até o dia que eu quiser ou ele quiser. Tenho uma boa relação com o Gladson. Os secretários que participaram das reuniões são testemunhas que nada pejorativo foi dito e que ele fique absolutamente à vontade. O que não permitirei é que uma mentira se transforme em verdade ou que uma mentira transforme alguém em herói,” finalizou Calixto.

FONTE; AC24HORAS

By Ednardo