• qua. abr 17th, 2024

Com auxílio de intérprete, acadêmica de Direito da Uninorte apresenta Trabalho de Conclusão de Curso

ByEdnardo

jul 4, 2023

Na última quinta-feira (22), a estudante do curso de Direito do Centro Universitário Uninorte, Aylana de Souza Dantas, fez a apresentação do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) intitulado “Assédio Sexual Horizontal no Ambiente de Trabalho”.

Com planos iniciais de publicar o TCC, Aylana conta que aconteceram alguns imprevistos que resultaram na necessidade de apresentar o trabalho. Foi, então, a partir dessa notícia que ela começou a se preparar para chamar toda a sua família para assistir a sua apresentação.

“Incluindo a minha tia que é surda e, sabendo dessa condição dela, comecei a me preparar para procurar um intérprete por fora, pois até então não sabia que a instituição tinha meios para fornecer um. Até que um dia, uma professora comentou que havia sim e, a partir disso, foi providenciado uma intérprete para que minha tia pudesse assistir e entender minha apresentação”, diz.

A temática do trabalho de Aylana é pouco conhecida e é um assunto que costuma ser silenciado. Assim, para Kézya da Silva Araújo, monitora acadêmica de acessibilidade e intérprete que acompanhou a Aylana na apresentação do TCC, apresentar desde o conceito até às soluções sobre Assédio Sexual Horizontal emerge grandes resultados positivos de informação e estudo, interessando desde a sociedade em geral, até profissionais e acadêmicos.

Por isso, trabalhar a inclusão na apresentação do trabalho foi essencial. Kézya destaca que a comunidade surda vem avançando e conquistando, cada vez mais, seu espaço na sociedade. Então, trabalhar essa inclusão, na apresentação de trabalhos acadêmicos, é um processo desafiador, no qual cada mínima conquista deve ser comemorada.

“Há alguns anos seria quase que inviável um familiar ou amigo surdo participar de eventos ouvintes, pois não existia esse olhar acolhedor da inclusão e acessibilidade. Então, a partir do momento que é conquistado esse espaço e direito para cada um, é apresentado um novo mundo para eles. Isso aumenta muito o número de pessoas que irão buscar aquele determinado local que trouxe a acessibilidade como apoio à inclusão”, ressalta.

Kézya destaca, também, a importância da Uninorte ter disponibilizado o tradutor intérprete de Libras. Além de informar os profissionais da instituição sobre tal serviço, já que foi através de um professor que Aylana soube do apoio à inclusão no Centro Acadêmico.

Outro aspecto apontado por Kézya, com relação ao suporte que a Uninorte prestou para a apresentação, é o fato da instituição oferecer uma sala com estrutura e recursos apropriados, para acolhimento profissional dos alunos e comunidade que necessitam da monitoria especializada.

Segundo o coordenador do curso de Direito da Uninorte, Icaro Maia Chaim, garantir acessibilidade é uma prioridade. Além disso, ele destaca que a instituição está sempre atenta em integrar não apenas o corpo acadêmico, mas também os colaboradores e a sociedade.

“A integração do corpo acadêmico, colaboradores e a sociedade é fundamental para o sucesso de nossos estudantes. A Uninorte se preocupa em prover todos os meios necessários para concretizar a acessibilidade no ensino superior”, aponta.

Embora tenha enfrentado alguns desafios, Aylana conseguiu estruturar o trabalho para concluir o curso de Direito e encerrar esta etapa com êxito. Ela conta que ficou feliz ao receber tal suporte e apoio da Uninorte.

“Foi algo um tanto inesperado, na verdade, já que não sabia que a instituição oferecia esse tipo de suporte, o que me deixou bastante aliviada e feliz por poder saber que iria proporcionar algo excepcional para minha família, especialmente, a minha tia”, comenta.

Para Suely Jane Lima De Souza, mãe de Aylana, acompanhar a filha nesse processo foi uma realização, já que nunca duvidou da capacidade dela. Segundo Suely, toda a família está orgulhosa dessa conquista.

“Sei o quanto ela luta pelos seus ideais […]. E como era esperado ela não nos decepcionou, foi bem orientada em casa e muito mais pelo grande mestre Arthur Braga. Assim, não tem como dar errado, só posso dizer que toda família é só orgulho dessa minha princesa que eu tanto amo”, destaca a mãe de Aylana.

Suely diz que a apresentação do TCC da filha é sinal de dever cumprido, já que foi um percurso com altos e baixos, que foi superado. Para ela, este é só o início das realizações dos sonhos de Aylana.

“A Aylana está começando agora, ela tem muitos sonhos para serem realizados, esse é só o começo”, ressalta.

FONTE: AC24HORAS

By Ednardo