qua. maio 25th, 2022

Foto: ContilNet

Improvável

Uma Improvável aliança nas eleições do ano passado colocou a ex-prefeita de Rio Branco, Socorro Neri, na época no PSB, e o governador Gladson Cameli (PP) no mesmo palanque. O Improvável é porque o governador tinha um correligionário na disputa, Tião Bocalom, que acabou sendo eleito. Já a prefeita, que era vice, assumiu a Capital após o titular Marcus Alexandre (PT) disputar e perder o Governo para o próprio Gladson em 2018.

Amizade

Do Improvável surgiu uma sólida parceria política. Gladson gostou tanto de caminhar ao lado de Socorro que na primeira oportunidade convidou-a para gerir uma das principais pastas do seu Governo, a Educação. Neri, por outro lado, também já falou e demonstrou gratidão ao governador por tê-la apoiado e confiado em seu trabalho. A ex-prefeita inclusive saiu do PSB, após o partido se situar no campo de oposição ao governador.

Início

Nomeada como secretária no dia 4 de maio deste ano, há pouco mais de sete meses, a gestora tem acumulado bons resultados à frente da pasta. Mesmo em meio a pandemia, Socorro Neri tem conseguido fazer o motor da Educação girar.

11 medidas

Um dos maiores feitos da secretária até aqui foi o anúncio das 11 medidas pela Educação. Só após o comprometimento do Governo em adotar essas medidas, de valorização e melhorias nas condições de trabalho dos servidores da Educação do Acre, é que a greve dos servidores estaduais da Educação teve fim.

Pagamento em dia

Outro feito de destaque da secretária foi ter conseguido regularizar os pagamentos em atraso dos servidores terceirizados da Educação, que, desde então, tem recebido o pagamento dentro do mês.

VPD

Mais uma conquista da gestão de Neri foi o pagamento do Prêmio de Valorização Anual (VDP) para mais de 10 mil professores, referente ao exercício de 2020.

Conectados

Pedido recorrente dos professores e gestores escolares durante a pandemia, a secretária conseguiu implementar o Programa de Inovação Educação Conectada, que concede um auxílio financeiro de R$ 4,5 mil para compra de notebook e de R$ 100 para pagamento de internet para todos os professores em exercício efetivo, gestores, coordenadores de ensino e coordenadores pedagógicos da rede estadual de educação.

Mão de obra

À frente da Secretaria, Socorro Neri convocou mais de 1.100 professores por meio de Processos Seletivos Simplificados. Outros 108 professores foram convocados para cargos efetivos.

Mais

É preciso destacar ainda o início do ensino híbrido – presencial e não presencial – nas unidades de ensino público do Acre, as reformas em mais de 100 escolas estaduais, e a concessão do abono com as sobras dos 70% do FUNDEB para os funcionários da Educação do Acre.

In loco

Para o ano que vem, a primeira meta da Educação estadual é o retorno do ensino presencial. “Em 2022 concluiremos o processo de retorno do ensino presencial, aumentando os investimentos na reestruturação das escolas e das equipes, e implementando uma agenda focada na aprendizagem e no desenvolvimento socio-emocional dos alunos. Para isso, implementaremos avaliação diagnóstica, formação continuada dos profissionais da educação, recursos tecnológicos e laboratórios nas escolas, além de medidas de valorização dos servidores”, disse à coluna.

Trabalho

À coluna, Neri disse acreditar que 2022 “será um ano de muito trabalho, com vistas à redução dos prejuízos causados por esse longo período de suspensão do ensino presencial exigido pela pandemia e a necessidade de avançarmos na garantia do direito à aprendizagem”. A secretária disse também que a Educação estadual quer avançar “na consolidação do sistema de educação básica, repactuando o regime de colaboração com os municípios”.

Eleições

Mesmo com os volumosos trabalhos prestados, tanto na época em que foi prefeita, quanto na Secretaria de Educação do Acre, Neri não tem se movimentado, pelo menos por enquanto, para concorrer a nenhum cargo público nas eleições do ano que vem. Se decidir disputar, independente do cargo, o certo é que virá pela base do governador Gladson Cameli.

FONTE: CONTILNET