qua. ago 10th, 2022

Polícia foi informada que Dileuza Aparecida de Jesus Fagundes, de 30 anos, foi agredida na noite nessa quarta (28). Vítima foi achada morta na manhã desta quinta (29) no bairro Eldorado.


Dileuza Aparecida de Jesus foi achada morta na manhã desta quinta-feira (29) — Foto: Arquivo pessoal

Dileuza Aparecida de Jesus foi achada morta na manhã desta quinta-feira (29) — Foto: Arquivo pessoal

Dileuza Aparecida de Jesus Fagundes, de 30 anos, foi achada morta dentro de uma casa na manhã desta quinta-feira (29) na Rua Elzo Rodrigues, bairro Eldorado, em Rio Branco. Uma amiga, que morava na mesma casa, teria achado a vítima e acionou a polícia.

As informações coletadas até o momento relatam que Dileuza era usuária de drogas.

A Polícia Civil informou que a vítima não tinha, aparentemente, nenhuma lesão ou ferimento no corpo. Contudo, a pessoa que acionou o socorro falou que viu Dileuza ser agredida na noite anterior por pessoas ainda não identificadas.

O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) para exames que comprovem a causa da morte.

Ao G1, o delegado Ricardo Casas, que atendeu o caso pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), disse que tem poucas informações sobre o caso. Moradores relataram que a vítima era sempre vista em pontos de consumo de bebidas alcoólicas e drogas ilícitas.

“A perícia não detectou nenhum sinal de violência recente ou nenhuma marca. Tinham alguns hematomas, mas antigos. É prematuro afirmar que ela foi morta por alguém, só depois do laudo cadavérico para a gente ter alguma informação sobre o que ocorreu”, frisou.

Casas acrescentou ainda que a polícia ouviu duas pessoas, mas uma estava bêbada e a outra era a amiga com quem Dileuza morava e não ajudaram muito. “Ontem ela foi agredida por uma mulher, que não quero falar para não comprometer as investigações. Não sei se essa foi a causa da morte, falaram que foi agredida a tapas, mas, tapas não matam ninguém”, avaliou.

fonte: g1acre